Category: Numero 6 - Julho 2008

05-09-08

CELEBRAÇÕES DO DIVINO ESPIRITO SANTO

Permalink 16:27:34, Categories: Numero 6 - Julho 2008  

O DIA DO PADROEIRO

As comemorações do Divino Espirito Santo, após a missa solene celebrada pelo Revº Padre Tiago Moita e da habitual tremoçada, juntaram, no passado dia 11 de Maio, num almoço/convívio cerca de 180 sócios, familiares e amigos, no salão de festas da nossa Colectividade, no decurso do qual a Comissão de Festas de 2008 aproveitou para proceder à distribuição dos livros de rifas para o sorteio que normalmente constitui uma das suas principais fontes de receita.

Embora não se saiba ao certo quando as celebrações do Divino Espirito Santo chegaram ao Poço Redondo, onde foi elevado a Padroeiro, tudo nos indica que tal possa ter acontecido nos anos vinte do século passado, o que culminou com a edificação da antiga capela em 1922. Mas se quanto à sua origem nos surgem algumas dúvidas, tal não acontece no que toca à devoção demonstrada nos últimos oitenta anos, especialmente a partir do surgimento da nossa Associação, onde o Domingo de Pentecostes passou a constituir o dia maior da comunidade Poçoredondense.

O culto ao Divino Espirito Santo, nas suas diversas manifestações, é uma das mais antigas e difundidas práticas do catolicismo em Portugal, sendo que a sua origem remonta ao Século XIV, nas quais a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade era festejada com banquetes e distribuição de esmolas aos pobres.

O Espirito Santo é frequentemente simbolizado pelo sinal de uma pomba branca, baseada no relato do Espirito Santo a descer sobre Jesus Cristo, após este ter sido baptizado no Jordão, embora o texto bíblico não diga que foi em forma de pomba, mas sim como uma pomba, em comparação. Todavia, outros escritos, descrevem o Espirito Santo a descer sobre os Apóstolos durante o Pentecostes na forma de um vento e línguas de fogo, que repousam sobre a cabeça dos Apóstolos, pelo que, nesta imagem, o Espirito Santo é frequentemente simbolizado por uma chama.

A devoção ao Divino Espirito Santo expandiu-se rapidamente pelo mundo de língua portuguesa, atingindo hoje grande relevância no arquipélago dos Açores, no Brasil e nos Estados Unidos, onde a comunidade açoriana tem enorme expressão.

EDITORIAL

Permalink 16:24:36, Categories: Numero 6 - Julho 2008  

Com a evolução dos tempos, o aparecimento das novos tecnologias, a globalização e a facilidade com que a informação circula, qualquer acontecimento que se verifique num dos pontos mais recônditos da terra entra-nos pela casa dentro com a velocidade de um raio, ou não fosse hoje a televisão e a internet meios poderosíssimos de informação e imagem.

Tal circunstância permite-nos avaliar posições e comportamentos que nos levam a concluir pela negatividade de algumas medidas tomadas pelos chamados “donos do mundo” – os países mais ricos -, que em nome do que pomposamente designam por ajudas humanitárias, tudo lhes serve para imporem as suas políticas, fornecendo alimentos com uma mão e armas com a outra, acicatando ódios e inimizades, como se a fome e a miséria fosse um bem necessário.

Frequentes são as imagens de descarregamento de bens de primeira necessidade em regiões onde a força da natureza transformou o tudo no nada, mescladas pela exibição de armamento do que do mais moderno as suas fábricas produzem, sugando aos países atingidos as parcas riquezas existentes, sem o mínimo escrúpulo, qual abutre em voo razante sobre o cadáver apodrecido de um qualquer ser humano abandonado na pradaria.

Cada vez mais se querem impor regras, sem respeitar as regras. Para eles, os tais “donos do mundo”, o que interessa é o lucro. Pouco lhes importa o sofrimento do vizinho, se esse vizinho não tiver recursos económicos para lhes comprar armas e outros equipamentos de destruição.

No ar as nuvens são cada vez mais escuras e o futuro cada vez mais incerto.

Não bastam palavras bonitas e discursos elaborados. O homem não pode ser coveiro de si próprio. Caso contrário, a natureza continuará a fazer das suas e as calamidades serão cada vez maiores.

Américo Pereira

FESTA DA PARÓQUIA DE OLALHAS

Permalink 16:23:21, Categories: Numero 6 - Julho 2008  

Por iniciativa do actual Pároco da Freguesia de Olalhas, Padre Tiago Moita, 2008 ficará marcado pela recuperação de uma das mais antigas festas de arraial da região, vulgarmente conhecida por Festa da Senhora do Pranto, que decorreu no fim-de-semana do Divino Espirito Santo, ou seja, nos dias 9, 10 e 11 do passado mês de Maio.

Denominada como Festa da Paróquia, nela estiveram envolvidas todas as Associações e Comissões de Culto da Freguesia, nas quais se incluiu a Associação de Melhoramentos e Cultura do Poço Redondo que além de providenciar pela recolha de donativos na ordem dos 440 €uros, ofereceu ainda um andor que em leilão rendeu 300 €uros.

O evento teve por objectivo a angariação de fundos para a reconstrução coro da Igreja Matriz.

ENCONTRO NACIONAL DE CAMINHEIROS

Permalink 16:21:54, Categories: Numero 6 - Julho 2008  

Organizado pelo CALMA (Tomar) o 20º Encontro Nacional de Caminheiros, do pretérito dia 20 de Abril, contou com a participação de 21 caminheiros do Poço Redondo entre os cerca de 500 que estiveram presentes oriundos de vários clubes e Associações do País.

Com um percurso de dificuldade média alta, de cerca de 15 km, na área da Pederneira, Freguesia da Serra, ao longo das margens da albufeira do Zêzere, por trilhos e caminhos florestais, o ar puro e as riquezas da natureza a proporcionaram aos caminheiros momentos únicos de relaxe e bem estar, para gáudio do sistema cardiovascular e da mente.

Apesar da chuva e da dureza do trajecto, os nossos representantes puseram à prova a sua longa experiência nesta andanças, terminando a “prova” com a frescura suficiente para começar de novo, se esse fosse o caso.

VI JOGOS POPULARES DE OLALHAS

Permalink 16:19:54, Categories: Numero 6 - Julho 2008  

Na linha do tem sido o habitual, também este ano a nossa Colectividade esteve presente nos JOGOS POPULARES DE OLALHAS, uma organização conjunta das Associações da Freguesia, que tiveram lugar do passado dia 7 de Junho, no Campo de Futebol do Fateixo.

O evento, com início às 14,00 horas, contou igualmente com a presença das Agremiações das Aboboreiras, Vialonga, Vale da Idanha e Alqueidão, que além de participarem nos jogos – corrida de púcaras (balões), corte do tronco a serrote, luta de tracção, corrida de pipas, carregamento de cestos, corrida de sacos, subida ao mastro, corrida de cântaros e chinquilho – apresentaram, todas elas, uma barraquinha de comes de bebes, onde não faltaram os caracóis, os pipis e outros petiscos do género.

Lamentavelmente, verificou-se a ausência de quatro das Colectividades da Freguesia, o que, no mínimo, não deixa de ser revelador da crise que o movimento associativo atravessa e, quiçá, do pouco interesse ultimamente manifestado por parte de alguns dos seus dirigentes.
A logística e os prémios estiveram a cargo da Junta de Freguesia, cujo Presidente e demais elementos do executivo, pelo seu envolvimento, demonstraram de forma clara e inequívoca enorme capacidade organizativa e que quando há força de vontade os obstáculos nunca são intransponíveis.

Cumpridos todos os jogos, a classificação ficou assim ordenada:
1ª - Assoc. das Aboboreiras / 53 pontos
2ª - Assoc. do Poço Redondo / 51 pontos
3ª - Assoc. do Carqueijal / 29 pontos
4ª - Assoc. do Alqueidão / 21 pontos
5ª - Assoc. da Vialonga / 8 pontos
6ª - Assoc. do Vale da Idanha / 0 pontos.

RIR É O MELHOR REMÉDIO

Permalink 16:15:35, Categories: Numero 6 - Julho 2008  

- A senhora está-se sentindo melhor? - pergunta o médico.
- Não, senhor!
- Mas então não seguiu a minha recomendação para tomar o calmante e dormir com a janela aberta!
- Segui sim, senhor!
- E a asma não desapareceu?
- Não, senhor! Mas desapareceram duas salvas de prata, uns castiçais, a aparelhagem de som e a televisão!...

Um sujeito passou o semáforo com o sinal vermelho o polícia mandou parar:
- Então o senhor não viu o sinal vermelho.
- O sinal vi, não o vi foi a si!

O Joãozinho:
- Senhor padre, parti a cabeça ao Zé com uma pedrada!
O Padre:
- Meu filho,erraste!
O Joãozinho:
- Não errei, senhor abade. Acertei em cheio!...

Sabia que ...

Permalink 16:14:47, Categories: Numero 6 - Julho 2008  

A sardinha grelhada tem 12,3% de lípidos, nomeadamente ómega 3, sendo ainda um bom fornecedor de vitaminas A, B6 e B12 e de diversos minerais tais como: cálcio, ferro, fósforo, magnésio e sódio.

Os ácidos gordos insaturados da sardinha, predominantemente os ómega 3, são benéficos para a saúde cardiovascular. Ajudam a baixar os níveis de LDL-colesterol (“mau colesterol”) e a elevar os níveis de HDL–colesterol (“bom colesterol”), intervindo ainda na tensão arterial e na coagulação sanguínea.

O consumo da sardinha não é aconselhável às pessoas que sofram de níveis elevados de ácido úrico no sangue ou gota.

1º PASSEIO PEDESTRE DO POÇO REDONDO

Permalink 16:12:23, Categories: Numero 6 - Julho 2008  

Com um percurso de cerca de 10 Km e um grau de dificuldade médio baixo, o 1º PASSSEIO PEDESTRE DO POÇO REDONDO contou com a participação de mais de sessenta caminheiros, alguns dos quais de uma Colectividade da Pedreira.

Após a concentração no Largo do Divino Espirito Santo, no Poço Redondo, às 08,30 horas da manhã do dia 25 de Maio, os amantes da natureza rumaram em direcção à Barragem do Carril, por estradas e caminhos agrícolas e florestais, onde chegaram um pouco antes do meio dia e os esperava as carrinhas que os transportaram para a sede da Associação, onde foi servido o Almoço.

O evento, que contou com o apoio dos Bombeiros de Tomar e das Juntas de Freguesia de Olalhas e Junceira, decorreu com a esperada normalidade, apesar de sensivelmente a meio do trajecto ter sido necessário socorrer um dos participantes em consequência de uma queda de pouca gravidade.

Iniciadas estas actividades há cerca de cinco anos, o grupo de caminheiros do Poço Redondo foi aumentando de ano para ano, contando actualmente com mais de trinta elementos que raramente perdem a oportunidade de participar neste tipo de passeios, tanto na região de Tomar, como em outras regiões do País.

Como recordação foi oferecido a todos os participantes um pequena lembrança, com o logotipo do acontecimento.

III FESTIVAL DAS SOPAS

Permalink 16:09:14, Categories: Numero 6 - Julho 2008  

A exemplo de anos anteriores, também desta vez a Associação de Melhoramentos e Cultura do Poço Redondo marcou presença no FESTIVAL DAS SOPAS, organizado pelo Centro de Assistência Social de Olalhas, nas suas instalações provisórias, no Fateixo.

Apresentando duas sopas a concurso, uma de carne e outra de peixe, a nossa Associação não deixou os seus créditos por mãos alheias, sendo mesmo a única colectividade que o fez.

Tendo como motivos principais o convívio e a angariação de fundos para a Instituição, pensamos que os objectivos foram totalmente alcançados, embora o número de participantes tenha ficado muito aquém o que se verificou em edições anteriores, especialmente no ano passado, muito provavelmente por se tratar de um Sábado (14 de Maio) e estarmos numa época de importantes trabalhos agrícolas, como a “cura” das vinhas e a apanha das batatas.

Contrariamente ao esperado, verificou-se também a ausência de parte significativa das Associações da freguesia, o que constitui nota extremamente negativa e, se calhar, preocupante falta de solidariedade para com o Centro.
Esperemos que a situação melhore para o ano e que, para evitar “desculpas”, a Direcção esteja atenta e fixe uma data mais acessível a todos, como, por exemplo, o Dia de Corpo de Deus, que é feriado.

Como melhor sopa foi eleita a apresentada pela Associação da Amêndoa, vencendo um produtor igualmente da Amêndoa o concurso dos vinhos tintos e um produtor de Olalhas o concurso dos vinhos brancos.

XIV TORNEIO FUTSAL DO POÇO REDONDO

Permalink 16:07:30, Categories: Numero 6 - Julho 2008  

Com a participação das equipas das Associação de Poço Redondo, Aboboreiras, Chão das Maias e Fonte D. João, decorreu nos passados dias 15 e 22 de Junho, o XIV TORNEIO DE FUTSAL DO POÇO REDONDO, cuja categoria dos intervenientes em muito prestigiou a nossa Colectividade.

Organizado em duas jornadas, os vencedores dos jogos do dia 15 disputaram os primeiros lugares na segunda jornada e os vencidos as terceiras e quartas posições nesta mesma jornada.

Em campo estiveram maioritariamente jogadores oriundos dos lugares das associações ali representadas, alguns deles com um nível técnico muito apreciável.

Foi bonito de se ver a forma empenhada de como os “artistas” se apresentaram em campo, fazendo da prática desportiva numa autêntica festa, com a amizade e o fair play em doses de fazer inveja aqueles que não conseguem entender o desporto sem violência e falta de respeito para com os adversários.

Como melhor jogador, foi eleito Diogo Martinho, da equipa do Chão das Maias.

Concluídas as duas jornadas, a classificação ficou assim ordenada:
1º Assoc. do Poço Redondo
2º Assoc. dos Chão das Maias
3º Centro da Fonte de D. João
4º Assoc. das Aboboreiras

:: Next Page >>