Category: Número 1 - Abril 2007

15-04-08

DIA DAS MENTIRAS

Permalink 15:06:02, Categories: Número 1 - Abril 2007  

Desde o principio do Século XVI, o Ano Novo era comemorado no dia 25 de Março, prolongando-se os festejos até 1 de Abril, que coincidia com equinócio de Primavera.

Em 1564 o rei de França, Charles IX, decidiu adoptar o calendário Gregoriano, pelo que o inicio do ano passou a ser a 1 de Janeiro, o que constituiu uma verdadeira revolução naquela época. Muitos franceses, por ignorância e conservadorismo, continuaram a seguir o calendário antigo. Os adeptos do novo calendário passaram então a chamar aos “descrentes” os “tolos de Abril”, convidando-os para festas inexistentes a 1 de Abril e pregando-lhes algumas partidas, que ficaram conhecidas como “plaisanterires”.

A brincadeira pegou e, gradualmente, acabou por se espalhar pela Europa e pelo Mundo, com a comunicação social a, no meio de outras notícias, fazer eco de algumas mentiras, por norma bem bem-humoradas e sem consequências de maior.

A moda pegou e, hoje, tornou-se vulgar as pessoas aproveitarem este dia para pregar pequenas partidas umas às outras, cujo objectivo é fazer com que todos se riam, incluindo as vítimas.

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\skins\_feedback.php on line 102 Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\skins\_feedback.php on line 223

17-04-07

Editorial

Permalink 23:23:32, Categories: Número 1 - Abril 2007  

Depois de um longo interregno, eis que de novo “O POÇO” volta às casas dos nossos associados, agora com novo grafismo, um pouco mais reduzido, mas sempre com o mesmo interesse.

Embora cientes que o site veio contribuir para o reforço do espírito associativo, entendemos também que o Boletim Informativo poderá não só complementá-lo, como também preencher o vazio daqueles que ainda não tenham acesso às novas tecnologias.

“O POÇO” será pois um espaço onde, para lá de dar a conhecer aos sócios as actividades (culturais, desportivas e recreativas) e eventos programados para cada trimestre, serão abordadas matérias de interesse geral, sem nunca perder de vista o que especialmente diga respeito ao Lugar do Poço Redondo; às Freguesias de Junceira e Olalhas; ao Concelho de Tomar e à Região dos Templários. Será igualmente um espaço de diálogo aos dispor dos sócios, para artigos de opinião ou outros de índole diversa; para revelações poéticas ou textos culturais, etc.

Portanto, o que esperamos é que esta publicação possa contribuir para um envolvimento cada vez maior dos sócios na vida da Associação, por forma a podermos melhorar estruturas, comportamentos e até, porque não dizê-lo, alguns actos de gestão.

Américo Pereira

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\skins\_feedback.php on line 102 Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\skins\_feedback.php on line 223

Carnaval 2007

Permalink 23:21:54, Categories: Número 1 - Abril 2007  

A TRADIÇÃO COMO SEMPRE

Dando continuidade a uma tradição que já vem de longe, a época carnavalesca foi este ano, mais uma vez, festejada no Poço Redondo com a habitual alegria e boa disposição.

Ao longo dos quatro dias, sábado, domingo, segunda e terça-feira, o lugar ganhou mais vida, cor e animação.

Realizaram-se os já tradicionais bailes de Carnaval, no sábado e na segunda-feira, abrilhantados pelos conjuntos BANDA LOUKA e FH5, aos quais os foliões responderam com uma participação bastante positiva.

Na tarde de segunda-feira realizou-se o tradicional Peditório dos Chouriços, peditório este composto por umas largas dezenas de pessoas, e que percorreram as ruas do Poço Redondo na “busca” dos mais variados condimentos para serem confeccionados no almoço de Carnaval e também, claro está, do bom copo de vinho, no meio de tantas cantigas e partidas.

O peditório dos chouriços

No baile de segunda-feira, realizou-se o habitual Concurso de Máscaras, ao qual se apresentaram trinta concorrentes.
Estes, juntamente com os restantes foliões divertiram-se até altas horas da madrugada.

Na terça-feira teve lugar o célebre Almoço Popular, onde a bela “molhanca” reconfortou os estômagos, alguns deles ainda algo debilitados do dia e da noite anteriores, e onde mais uma vez reinou a boa disposição e o agradável convívio.

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\skins\_feedback.php on line 102 Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\skins\_feedback.php on line 223

Conhecendo Tomar ...

Permalink 23:15:48, Categories: Número 1 - Abril 2007  

CONVENTO DE S. FRANCISCO

Em de 1562 a Ordem Franciscana do Convento de Santa Cita, que já tinha uma casa em Tomar, onde convalesciam os seus enfermos, porque era seu desejo edificar um Convento na vila, veio a conseguir licença régia e a cedência do terreno necessário na Várzea Grande, por parte da Câmara.

Todavia, como o então Grão Mestre da Ordem de Cristo se opôs à cedência do terreno, declarando que a Várzea Grande era propriedade da Ordem de Cristo, a Câmara não se conformou e levou a questão aos tribunais.

O processo arrastou-se por mais de um ano, até que em 15 de Maio de 1624, Filipe III decidiu a favor da Câmara, o que levou a edilidade, como reconhecimento do que entendeu ter sido “uma justa sentença”, a mandar erigir, em 25 de Novembro de 1627, um padrão (padrão filipino) ao meio do velho Rossio da vila, actualmente na zona central da Várzea Grande, para onde foi transferido há anos.

Os Franciscanos foram então autorizados a edificar o Convento, com a condição de não abandonarem o velho Convento de Santa Cita.
Iniciadas as obras em 1625 (e não 1628 conforme consta na lápide), o Convento de S. Francisco veio a ficar concluído em 1660, com a construção da torre, mandada fazer pelo reverendo padre Manuel Esperança, então ministro providencial.

Do Convento de S. Francisco, com fachada Maneirista, merece especial destaque a capela-mor, com aluzejos do Sec. XVII e um conjunto escultórico da paixão; e a Igreja, com uma nave coberta por abóbada de berço e uma pintura de Domingos Vieira Serrão.

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\skins\_feedback.php on line 102 Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\skins\_feedback.php on line 223

Segredos da Avó

Permalink 23:12:03, Categories: Número 1 - Abril 2007  

BOLO DE AMEIXA

Ingredientes
200g de manteiga
2 chávenas (chá) de açúcar
6 ovos
1 e 1/2 chávena (chá) de leite
20 ameixas (aferventadas) picadas
1 colher (chá) de canela em pó
1 colher (sopa) de fermento
3 chávenas (chá) de farinha de trigo

Recheio
300g de ameixas (sem as sementes)
3 chávenas (chá) de água
2 chávenas (chá) de açúcar
1 cálice de vinho do porto

Modo de Fazer
Bata em creme a manteiga, os ovos e o açúcar. Junte a farinha de trigo e o fermento peneirados juntos, adicione as ameixas e o leite, batendo sempre. Leve ao forno para cozer em tabuleiro untado com manteiga e polvilhado com farinha de trigo. Quando cozido, desenforme morno, sobre um papel impermeável, polvilhado com açúcar. Deixe o bolo arrefecer. Reserve. Corte as ameixas em pedaços e leve ao fogo com água suficiente para cozinhar (aprox. 3 chávenas de chá). Quando estiverem macias, junte o açúcar e deixe ferver até formar um doce pastoso. Retire do fogo, adicione o vinho do Porto e misture bem. Corte o bolo ao meio. Arrume uma das partes em um prato de bolo, recheie com o doce de ameixas, cubra com creme chantilly e decore com algumas ameixas inteiras.

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\skins\_feedback.php on line 102 Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\skins\_feedback.php on line 223

Actividades e Eventos programados para o 2º semestre

Permalink 23:09:45, Categories: Número 1 - Abril 2007  

Abril/Junho - “Oficina de Flores” – confecção de flores de papel para os tabuleiros.

27 Maio – Dom. Divino Espirito Santo “Tremoçada” nos moldes habituais seguida de almoço de confraternização

9 de Junho – Rally Paper

17 e 24 de Junho – 13º Torneio de Futsal, com a participação de 4 equipas representativas de outras tantas Associações.

30 de Junho – V Passeio de Cicloturismo, com percurso oportunamente a definir

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\skins\_feedback.php on line 102 Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\skins\_feedback.php on line 223

Rir é o melhor remédio

Permalink 23:07:12, Categories: Número 1 - Abril 2007  

O velhinho vai ao médico queixando-se de uma dôr na perna direita. O médico examina...examina e não vê nada.
- A sua perna não tem nada, está perfeita!
- Então, porque é que dói?
- Deve ser da idade!
- Como se a outra tem a mesma idade e não dói?

***

Estavam os peixes a conversar acerca da origem dos seus nomes.
Então diz o Carapau:
- S. Pedro deu o nome a todos os outros peixes e já não tinha nome para me dar a mim. Estava a olhar para um pau, e chamou-me carapau.
Já viram se ele estava a olhar para um alho o nome que eu tinha hoje?

***

A vida de casado:
- No primeiro ano o homem fala e a mulher ouve.
- No segundo ano a mulher fala e o homem ouve.
- No terceiro ano os dois falam e os vizinhos ouvem

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\skins\_feedback.php on line 102 Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\skins\_feedback.php on line 223

Dia do Pai

Permalink 23:05:35, Categories: Número 1 - Abril 2007  

O dia do pai, eleito para prestar homenagem á figura paterna, comemora-se em muitos países, mas não em todos na mesma data. Portugal, Espanha e Itália escolheram o dia de S. José, 19 de Março, para esta festividade. Por sua vez, o Brasil escolheu o segundo domingo de Agosto, tal como a África da Sul onde os festejos não tem qualquer cariz tradicional, tendo no Brasil sido festejado pela primeira vez no dia 14 de Agosto de 1953.

Na Austrália o dia do pai é festejado no segundo domingo de Setembro; no Canadá no dia 17 de Junho; no Luxemburgo no primeiro domingo de Outubro; na Argentina e em França no terceiro domingo de Junho, sendo que em frança o símbolo são as rosas: vermelhas se o progenitor estiver vivo, ou brancas, se já tiver falecido.

O dia do pai partiu da norte-americana Sonora Dodd, que em 1909 apresentou uma proposta para se instituir uma data especial que honrasse todos os pais, para assim agraciar o seu próprio progenitor, um veterano da guerra civil que enviuvou quando a esposa dava à luz mais um filho, que sozinho e sem qualquer apoio, assumiu a tarefa de criar e educar os seis filhos do casal. Já adulta, Sonora Dodd continuou a ver no pai um homem valente, carinhoso e capaz dos maiores sacrifícios pela sua família e, por isso, quis homenageá-lo escolhendo para tanto o mês do seu nascimento – Junho.

A ideia foi-se espalhando aos poucos pelos Estados Unidos e embora em 1924 o Presidente Coolidgre tenha apoiado a sua conversão em festa Nacional, só em 1966 o Presidente Lyndon Johnson declarou oficialmente o terceiro domingo de Junho como o Dia do Pai, vindo o tomar forma de lei em 1972 por proposta do Presidente Richard Nixon.

Por essa altura, a Europa e outras partes do mundo começaram igualmente a celebrar este dia, tendo adaptado as datas às sua próprias culturas, apesar de alguns países já o terem feito, como foi o caso da França em 1952, dois anos depois de ter instituído o Dia da Mãe.

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\skins\_feedback.php on line 102 Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\skins\_feedback.php on line 223

Festa dos Tabuleiros

Permalink 23:03:52, Categories: Número 1 - Abril 2007  

Realizou-se no passado dia 10 de Fevereiro, na sede da Junta de Freguesia de Junceira, uma reunião onde estiveram presentes, além dos membros do executivo, Presidente Luis Marques, Secretário António Maria e Tesoureiro João Paredes, o Presidente da Assembleia de Freguesia Filipe Antunes e os representantes das Associações do Poço Redondo, Fonte D. João, Junceira e Carril, tendo em vista a representação da Freguesia na Festa dos Tabuleiros de 2007, a decorrerem entre 30 de Junho e 9 de Julho.

Após discussão alargada, todas as colectividades ali representadas mostraram total disponibilidade em colaborarem no evento, tendo ficado assente que a selecção dos representantes nos jogos populares da Freguesia, irá decorrer no Poço Redondo, em data a designar, durante o mês de Maio.

Embora inicialmente os representantes da nossa Associação tenham assumido o compromisso de pelo menos apresentar quatro tabuleiros, após ter sido diligenciado nesse sentido junto dos nossos associados, foi-nos possível constatar uma enorme aderência por parte dos mesmos, de que resultou a possibilidade de apresentarmos dez tabuleiros.

Recorde-se que a Festa dos Tabuleiros, que se realiza de quatro em quatro anos, tem origem no culto ao Divino Espirito Santo instituído no Sec. XIV, cuja devoção foi criada pela Rainha Santa Isabel.

No adorno dos tabuleiros, o pão e as espigas de trigo são elementos típicos das antigas e tradicionais festas das colheitas. No ano da Festa dos Tabuleiros, as cerimónias tem o seu início no Domingo de Páscoa com a saída das Coroais e Pendões respeitantes as todas as Freguesias do Concelho.

O grande Cortejo, este ano no dia 9 de Julho, expoente máximo das Festas, constituído por centenas de tabuleiros, começa com os fogueteiros trajando de branco, com faixas encarnadas, logo seguido dos gaiteiros e das Bandas Filarmónicas. Depois vem o Pendão do Divino Espirito Santo conduzido pelo Presidente da Câmara, os convidados de honra que levam três Coroas, os Pendões e Coroas de todas as Freguesias e por último os Tabuleiros, com as raparigas a vestirem de branco com uma fita colorida a cruzar o peito e os homens a vestiram camisa branca, com mangas arregaçadas, calças escuras, barrete ao ombro e gravata da mesma cor da fita da rapariga. A finalizar o Cortejo vem os carros triunfais do pão, da carne e do vinho, puxados por bois de cornos dourados e fitas pendentes.

Por último refira-se que o tabuleiro é composto por trinta pães de formato especial, com 400 grs. cada, enfiados em cinco ou seis canas, fixados num cesto de vime envolto em pano branco, bordado, rematadas no alto com uma coroa encimada por uma pomba do Espirito Santo ou uma Cruz de Cristo, sendo a sua decoração feita com flores de papel, verdura ou espigas de trigo. De acordo com a tradição, o tabuleiro deverá ser sempre da altura da rapariga.

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\skins\_feedback.php on line 102 Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\skins\_feedback.php on line 223

Sabia que ...

Permalink 23:01:17, Categories: Número 1 - Abril 2007  

O Município de Poço Redondo, elevado á categoria de cidade em 1956, cujo nome resultou do facto de aquele local se situar semicirculado pelo Riacho Jacaré, pertence ao Estado brasileiro de Sergipe, a 185 km da Capital Aracaju, e teve a sua origem em 1902, quando um industrial de descaroçar algodão mudou para ali a sua unidade fabril, levando consigo muitos dos habitantes de Poço de Cima, que ali construíram as suas casas.

A história de Poço Redondo, antes um lugar muito tranquilo, mudou totalmente na época do cangaço, quando um numeroso grupo de habitantes aderiram ao perigoso bando liderado pelo cangaceiro Lampião, que veria a ser morto em 1938, quando se encontrava refugiado numa gruta.

Actualmente com cerca de 26.000 habitantes, esta cidade tem como principal actividade económica a pecuária.

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\skins\_feedback.php on line 102 Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\skins\_feedback.php on line 223

:: Next Page >>

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\plugins\_calendar.plugin.php on line 135 Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\plugins\_calendar.plugin.php on line 865
September 2019
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
 << <   > >>
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30            

Boletim "O Poço"

Search

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\plugins\_archives.plugin.php on line 152 Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in D:\Websites\amcpocor\blogs.amcpocoredondo.pt\www\plugins\_archives.plugin.php on line 329

Misc

XML Feeds

What is this?

powered by
b2evolution